segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Elemento da Imagem Visual: COR





A COR E A SUA CLASSIFICAÇÃO

As cores podem ser classificadas em:
 primárias, secundárias, neutras, quentes e frias.

Cores Primárias: 
vermelho, amarelo e azul. São chamadas cores primárias
 ou puras por não serem formadas pela mistura de outras cores.

Cores Secundárias:
 Laranja, verde e violeta. São chamadas de cores secundárias
porque são o resultado da soma de duas cores primárias.

Cores Quentes:
 As cores quentes nos lembram o sol, o fogo e a sensação de alegria.
 Têm o poder de aproximar as imagens e fazê-las parecer maiores do
 que são. Amarelo, vermelho e laranja são cores quentes.

Cores frias:
 As cores frias nos recordam a água, a floresta e dão a sensação
 de tristeza. São calmantes, têm o poder de afastar as imagens
 e fazê-las parecer menores. Azul, verde e violeta são cores frias.

Cores Neutras: 
O branco, o preto e o cinza são chamadas cores neutras. 
Obtemos o cinza pela mistura de preto e branco.

FAUVISMO

Henri Matisse (1869-1954), mestre no uso das cores, dizia:
 "Em arte, o que puder ser dito por palavras, não conta".
 Ele fez parte de um movimento na arte chamado Fauvismo.
Fauve (pronuncia-se "fove"), em francês significa "fera".
 O colorido contrastante, quase berrante, era a essência
 dos fauvistas. Os cubistas tentavam revelar a essência
 geométrica das coisas, ao passo que os "fauves"
 mantiveram-se fiéis à imaginação e ao colorido,
 onde construíram suas pinturas.

Senhora Matisse



Mesa Posta


A Dança


Quem desenha ou pinta vê as cores de uma maneira especial.
 Para o artista a cor não tem valor isoladamente. Ela se
 modifica quando colocada ao lado de outra cor.

Leia os versos desta canção de Caetano Veloso
 Observe quantas cores aparecem nela

TREM DAS CORES









A franja da encosta
cor de laranja
capim rosa- chá
O mel desses olhos, luz
mel de cor ímpar
O ouro ainda não bem
verde da serra
A prata do trem
A lua e estrela
Anel de turquesa
Os átomos todos dançam, madrugada
Reluz neblina
Crianças cor de romã entram no vagão
O oliva da nuvem chumbo ficando
pra trás da manhã
E seda azul do papel que envolva a maçã
As casas tão verde e rosa que vão passando
 ao me ver passar
Os dois lados da janela
E aquela num tom azul do papel que envolve
 a maçã
As casas tão verde e rosa que vão passando 
ao me ver passar
Os dois lados da janela
E aquela num tom azul quase inexistente, azul
que não há
Azul que é pura memória de algum lugar
Teu cabelo preto, explícito objeto
Castanhos lábios
Ou, pra ser mais exato, lábios cor de açaí
E aqui, trem das cores, sábios projetos:
Tocar na central
E o céu de um azul celeste, celestial.



É incrível como as cores podem nos
 transmitir sensações...

Do ponto de vista da ciência, os objetos têm
 a propriedade de refletir a luz. Por exemplo,
 ao receber a luz do sol, uma laranja reflete apenas
 a cor laranja e absorve outras cores. Assim os nossos 
olhos só percebem a cor laranja, e nós enxergamos a
 fruta dessa cor.

Mas as cores podem sugerir emoções bem mais 
complexas.Dão sensação de frio, calor, prazer, 
ódio, amor, paz.

Abaixo seguem alguns significados psicológicos 
que as cores podem sugerir:


verde- possessividade, tenacidade

vermelho- força vital, competição, irracionalidade.

amarelo- luminosidade, riqueza, aventura, independência.

laranja- segurança, dinamismo, atividade.

azul- calma, repouso, equilíbrio, tranquilidade.

cinza- falta de estímulo, passividade.

marrom- vitalidade passiva, conservadorismo, segurança.

violeta- profundidade de sentimento, sofrimento íntimo, fantasia.

preto- protesto, rebelião, renúncia.

branco- pureza, inocência, paz interior.

Nenhum comentário:

Postar um comentário